Eficiência energética em caldeiras: 5 fatores que interferem

25 maio, 2022 | Caldeiras, Eficiência energética | 1 Comentário

Caldeiras são equipamentos amplamente utilizados para a geração de energia, consequentemente usam muito combustível (gerando custos elevados). Por isso, priorizar a eficiência energética em caldeiras é essencial na indústria.

Quando analisamos a eficiência energética em caldeiras, logo entendemos que ela nunca será de 100%, variando apenas entre uma média de 65% a 75%. Assim, quanto menor a eficiência, maior será o dinheiro perdido pela indústria e que, de fato, não gerou energia.

Dessa forma, todos os gestores e profissionais da área devem entender quais são os fatores que fazem com que o “dinheiro da indústria seja perdido pela chaminé”. 

Mas quais são estes fatores? Confira nosso artigo de hoje e veja quais são.

65 a 75%: Bons resultados de eficiência energética em caldeiras

Como falado anteriormente, a média de 65 a 75% de eficiência energética em caldeiras é considerada normal e uma eficiência de 87% é excelente.

Porém, o sinal de atenção precisa ser aceso quando o rendimento da caldeira começa a cair. Isso obriga a adoção de correções imediatas para que o dinheiro não saia em forma de fumaça pela chaminé.

Essa queda no rendimento pode ser afetada por diversos motivos, tanto operacionais (mais importantes) quanto relacionados à ineficiência da manutenção e projeto.

Sendo assim, as empresas que usam caldeiras precisam ter um constante monitoramento de seus geradores de vapor, identificando os fatores que exercem influência, além das medidas para reduzir custos e aumentar a eficiência produtiva.

 

5 Fatores interferem a eficiência energética em caldeiras

 

 Confira a seguir alguns dos fatores que mais interferem no máximo aproveitamento da combustão das caldeiras durante a geração do vapor. A partir deles é possível tomar medidas para chegar próximo à capacidade de uma caldeira de primeira linha.

 

1. Relação vapor produzido e volume de combustível

Nas caldeiras, a combustão exige certa quantidade de ar estequiométrica (ar teórico). Porém, há a necessidade de um percentual de excesso de ar para garantir que a combustão seja completa.

Porém, mudanças sazonais na temperatura e na pressão barométrica podem afetar o nível de excesso de ar, resultando em perda da eficiência energética em caldeiras.

Assim, excesso de ar não é desejável, pois diminui a eficiência da chama e aumenta as perdas de calor, diminuindo o comprimento da chama. Por outro lado, excesso de ar em baixa quantidade ocasiona combustão incompleta e formação de mais CO, fuligem e mais fumaça, diminuindo a eficiência da caldeira.

Por isso, a recomendação é sempre recomendável buscar um equilíbrio entre o alto e o baixo excesso de ar.

 

2. Percentual de purgas na caldeira

Em caldeiras, as purgas são indispensáveis para manter a concentração de sólidos dissolvidos na água dentro dos limites de controle, evitando a ocorrência de corrosão/arraste de água para o vapor.

Porém, o excesso de purgas eleva o desperdício de energia. Já seu déficit, causará incrustações, que também comprometem a eficiência.

 

3. Temperatura da água de alimentação 

A água de alimentação é mais um fator que pode afetar a eficiência energética em caldeiras.

Assim, quanto mais fria estiver a água de alimentação, maior será o consumo de combustível. Por outro lado, quanto mais quente estiver essa água, menos combustível será consumido. 

Ou seja, a temperatura da água de alimentação pode não influenciar diretamente na eficiência energética em caldeiras, mas exercerá efeito no seu consumo de combustível.

Quanto vale a eficiência da sua caldeira | Burntech

4. Poder calorífico do combustível (teor de umidade)

Em combustíveis, o poder calorífico é representado pela energia térmica que pode ser liberada por um combustível em relação a um estado de referência. 

Neste contexto, um dos fatores que mais influenciam o poder calorífico dos combustíveis é seu teor de umidade. E a explicação é bastante simples.

Durante a queima do combustível que apresenta alto teor de umidade, parte da água será evaporada e isso demanda uma certa quantidade de energia. Naturalmente, a eficiência energética em caldeiras será reduzida.

Dessa forma, quanto maior a umidade, menor será a quantidade de energia fornecida pelo combustível e menor será a eficiência.

 

5. Má regulagem de queima da caldeira

Na indústria, um equipamento mal regulado tende a ter um resultado inferior. O mesmo ocorre com as caldeiras. Caldeiras mal reguladas não queimarão os combustíveis por completo, consequentemente geram muito CO e material particulado. 

Vários são os motivos para essa ocorrência, como excessos ou faltas de oxigênio na câmara de combustão, velocidade de fluxo e temperaturas de queima erradas, mas todos eles relacionam-se à má regulagem das caldeiras.

Assim, nas indústrias, as avaliações e manutenções constantes são fundamentais. Isso garantirá a máxima eficiência energética em caldeiras e, consequentemente, redução dos custos na indústria.

 

Continue no blog da Burntech e veja outros conteúdos relacionados às caldeiras que você deve conhecer.

4.5/5 - (18 votes)

Compartilhe esse post!

Gostou do conteúdo? Confira outros assuntos que podem ser interessantes para você!

Caldeira aquatubular na geração energética

Caldeira aquatubular na geração energética: entenda a importância

De grande importância na transição da matriz energética brasileira, as termelétricas são caracterizadas por gerar grandes demandas de vapor. Assim, são a segunda maior geradora de energia do país. Para isso, muitos projetos optam pela caldeira aquatubular. As...
ASME

Normas ASME em caldeiras: garantindo segurança e eficiência

Para total qualidade e eficiência, caldeiras e vasos de pressão devem possuir uma estrutura de engenharia muito bem elaborada, evitando que, em operação, elas enfrentem falhas simples e até acidentes de maior gravidade. A norma que proporciona isso é a ASME....
Limpeza de caldeiras

Manutenção periódica e limpeza de caldeiras: saiba quando e como fazer

De acordo com dados extraídos do banco de dados da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) e citados neste relatório, entre 2016 e 2020, foram registrados 9.347 acidentes de trabalho relacionados a caldeiras e vasos de pressão no Brasil, resultando em 49 óbitos. Por...
Caldeira na indústria farmacêutica

Caldeira na indústria farmacêutica: conheça a importância

A caldeira é um essencial para a geração de vapor em muitas indústrias, desde a alimentícia até a de petróleo. Mas você sabia que a indústria farmacêutica também depende dela? Nesse segmento, o vapor faz parte de atividades desde o aquecimento até a esterilização de...
Eficiência energética da caldeira a biomassa

6 dicas para aumentar a eficiência energética da caldeira a biomassa

O uso da caldeira a biomassa é, na atualidade, uma opção ideal para muitas indústrias, principalmente pelo custo-benefício e pela sustentabilidade oferecida.  No entanto, é preciso garantir que essas caldeiras tenham a maior eficiência energética possível, a fim de...
Melhor caldeira industrial

Saiba qual é a melhor caldeira industrial para o seu negócio

A eficiência energética é extremamente importante para o sucesso das indústrias. Independente do ramo de atuação, a energia faz parte do processo produtivo. Para gerá-la, é comum utilizar uma caldeira industrial. A caldeira industrial é um equipamento necessário em...
Sistema de vapor

Geração de vapor: como funciona um sistema de vapor industrial?

O “coração” do sistema de vapor industrial é o gerador de vapor. Ele usa uma fonte de calor para ferver a água e convertê-la em vapor. Consequentemente, a energia contida no vapor atua em uma ampla gama de aplicações industriais. Por meio de um sistema de vapor, irá...
Geração de vapor para processos industriais: entenda a importância

Geração de vapor para processos industriais: entenda a importância

Nos mais variados processos industriais, a geração de vapor é uma das necessidades mais relevantes por permitir a realização de procedimentos essenciais para a maioria dos segmentos. A energia contida no vapor é fundamental em uma ampla gama de aplicações industriais,...
Caldeira para laticínio

Caldeira para laticínio: entenda a importância para o segmento

A indústria de laticínios produz alimentos à base de leite, como queijos, iogurte e requeijão. Para a realização dos processos, utilizam a caldeira para laticínio. Esse equipamento é fundamental para a produção de calor, muito utilizado para a criação de múltiplos...
Caldeira industrial

Caldeira Industrial: saiba como escolher o modelo ideal

Essencial em diferentes tipos de processos industriais, a caldeira industrial tem a função de produzir e acumular vapor sob elevadas pressões, utilizando a queima de combustíveis, como óleos e a biomassa. Por sua ampla utilidade, há diferentes tipos de caldeiras que...

1 Comentário

  1. Nelson

    Conteúdo muito bom

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *