Normas ASME em caldeiras: garantindo segurança e eficiência

25 mar, 2024 | normas | 0 Comentários

Para total qualidade e eficiência, caldeiras e vasos de pressão devem possuir uma estrutura de engenharia muito bem elaborada, evitando que, em operação, elas enfrentem falhas simples e até acidentes de maior gravidade. A norma que proporciona isso é a ASME.

Mundialmente conhecida, essa é a norma que estabelece requisitos técnicos e de segurança para a fabricação e operação de caldeiras e vasos de pressão.

Mas você sabe o que, de fato, é o código ASME? Para que ele realmente serve e por que é importante? Nesse artigo, entenda a norma!  

O que é o código ASME?

O que é o código ASME

No Brasil, muitas empresas costumam desenvolver seus projetos e fabricar os produtos com base nas normas ASME. Ao adotar essa estratégia, elas buscam um diferencial na busca por maior segurança durante a operação de caldeiras e vasos de pressão. 

Essas normas foram desenvolvidas pela  American Society of Mechanical Engineers (ASME). 

Fundada em 1880, a ASME é uma associação americana de profissionais de engenharia. Dessa forma, ela gerou um projeto de código, construção, inspeção e testes de equipamentos, com destaque para caldeiras e vasos de pressão.

Portanto, sem fins lucrativos, a entidade foi criada após vários acidentes e explosões, ocorridos nos EUA, em decorrência do aumento da mecanização e da industrialização.

Quase 150 anos depois, a associação possui cerca de 120.000 membros da área, distribuídos em 140 países, incluindo membros brasileiros. 

O código ASME foi criado após um trágico acidente em Massachusetts (EUA), ocorrido em 1905 e relatado neste artigo.

Na época, uma caldeira antiga, em operação para manutenção de equipamentos novos, explodiu e lançou brasas sobre toda a cidade americana. Ou seja, iniciou incêndios fomentados pelas linhas de gás rompidas. Como resultado, culminou em 58 mortos e 117 feridos.

Por isso, o evento estimulou a formação de um comitê do Código Caldeira, resultando no Boiler & Pressure Vessel Code (BPVC) publicado em 1915. Mais tarde, ele foi incorporado na legislação de muitos estados americanos, além de províncias do Canadá.

Atualmente, o Brasil e muitas outras nações do ocidente e também do oriente adotam o código ASME como padrão nos projetos.

Inclusive, o código serve de recomendação das normas brasileiras, com destaque para a NR-13. Ela é responsável pelas regras de inspeção de segurança e operação de vasos de pressão e de caldeiras.

Os projetos de engenharia e a fabricação de caldeiras e vasos de pressão que seguem os códigos ASME se baseiam em critérios rigorosos de segurança. Desse modo, desde as características e limitações dos materiais utilizados, até as cargas e pressões de trabalho de cada equipamento em operação.

Assim, os códigos ASME garantem a segurança dos equipamentos industriais, evitando graves acidentes e perdas financeiras.

Principais normas do código ASME 

O quadro técnico da ASME é subdividido em 37 ramos, como:

  • Indústria aeroespacial;
  • Ciência dos materiais;
  • Energia nuclear;
  • Mecânica dos fluidos;
  • Vasos de pressão;
  • Caldeiras.

Na subdivisão de caldeiras e vasos de pressão, o código ASME relaciona-se a 12 seções, desde a construção de caldeiras, especificação de materiais, até regras para construção. 

Nesse sentido, a ASME I abrange projetos de caldeiras de vapor de energia, elétricas e de alta temperatura, em sistemas estáticos e com pressão acima de 15 psig.

Além disso, a ASME VII é aplicada para vasos de pressão. Como destacado neste trabalho, ela contém requisitos para:

  • Materiais de construção;
  • Projeto;
  • Fabricação;
  • Exames;
  • Inspeção;
  • Testes;
  • Certificação;
  • Alívio de pressão.

Logo, a norma é subdividida em duas partes:

  • Seção VIII – Divisão 1 – dispõe de regras para a construção de vasos de pressão;
  • Seção VIII – Divisão 2 – apresenta regras alternativas.

Também é importante destacar que, diferente da maioria dos equipamentos industriais, os vasos de pressão/caldeiras não são fabricados em uma linha de fabricação

Ou seja, o projeto é quase sempre feito de forma individual para cada tipo de equipamento solicitado. Para isso, cabe à indústria ter conhecimento das normas ASME para garantir a segurança da estrutura.

Importância da Conformidade com a ASME 

A conformidade com as normas ASME é crucial para garantir a segurança dos trabalhadores e a integridade dos equipamentos industriais. 

Empresas comprometidas com a excelência, como a Burntech, reconhecem a importância dessas normas e dedicam-se a seguir rigorosamente os padrões da ASME em todos os seus processos de fabricação e gestão da qualidade.

As normas ASME desempenham um papel fundamental na garantia da segurança e eficiência das caldeiras e vasos de pressão. Ao seguir os padrões estabelecidos pela ASME, empresas como a Burntech não apenas evitam acidentes industriais, mas também garantem a operação confiável e de alta qualidade de seus equipamentos.”

Focada em oferecer as melhores soluções térmicas, a Burntech fabrica equipamentos reconhecidos pela alta eficiência, robustez e segurança.

Por isso, conheça a melhor caldeira industrial do Brasil:

Caldeira aquatubular e flamotubular: clique e faça um orçamento!

Além disso, nosso Sistema de Gestão da Qualidade, baseado na ISO 9001 e na Diretiva PED/CE, estabelece as diretrizes, os parâmetros da fabricação e a garantia da qualidade Burntech.

Nossos soldadores são qualificados através de testes baseados nos requisitos do código ASME IX e EN 9606-1. Já os procedimentos de soldagem (conforme a EPS – Especificação do Procedimento de Soldagem) seguem a EN 15614, assim como a norma ASME IX.

Continue acompanhando o blog da Burntech e fique sempre bem-informado sobre caldeiras e vasos de pressão.

Avalie este conteúdo

Compartilhe esse post!

Gostou do conteúdo? Confira outros assuntos que podem ser interessantes para você!

Caldeira aquatubular na geração energética

Caldeira aquatubular na geração energética: entenda a importância

De grande importância na transição da matriz energética brasileira, as termelétricas são caracterizadas por gerar grandes demandas de vapor. Assim, são a segunda maior geradora de energia do país. Para isso, muitos projetos optam pela caldeira aquatubular. As...
Limpeza de caldeiras

Manutenção periódica e limpeza de caldeiras: saiba quando e como fazer

De acordo com dados extraídos do banco de dados da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) e citados neste relatório, entre 2016 e 2020, foram registrados 9.347 acidentes de trabalho relacionados a caldeiras e vasos de pressão no Brasil, resultando em 49 óbitos. Por...
Caldeira na indústria farmacêutica

Caldeira na indústria farmacêutica: conheça a importância

A caldeira é um essencial para a geração de vapor em muitas indústrias, desde a alimentícia até a de petróleo. Mas você sabia que a indústria farmacêutica também depende dela? Nesse segmento, o vapor faz parte de atividades desde o aquecimento até a esterilização de...
Eficiência energética da caldeira a biomassa

6 dicas para aumentar a eficiência energética da caldeira a biomassa

O uso da caldeira a biomassa é, na atualidade, uma opção ideal para muitas indústrias, principalmente pelo custo-benefício e pela sustentabilidade oferecida.  No entanto, é preciso garantir que essas caldeiras tenham a maior eficiência energética possível, a fim de...
Melhor caldeira industrial

Saiba qual é a melhor caldeira industrial para o seu negócio

A eficiência energética é extremamente importante para o sucesso das indústrias. Independente do ramo de atuação, a energia faz parte do processo produtivo. Para gerá-la, é comum utilizar uma caldeira industrial. A caldeira industrial é um equipamento necessário em...
Sistema de vapor

Geração de vapor: como funciona um sistema de vapor industrial?

O “coração” do sistema de vapor industrial é o gerador de vapor. Ele usa uma fonte de calor para ferver a água e convertê-la em vapor. Consequentemente, a energia contida no vapor atua em uma ampla gama de aplicações industriais. Por meio de um sistema de vapor, irá...
Geração de vapor para processos industriais: entenda a importância

Geração de vapor para processos industriais: entenda a importância

Nos mais variados processos industriais, a geração de vapor é uma das necessidades mais relevantes por permitir a realização de procedimentos essenciais para a maioria dos segmentos. A energia contida no vapor é fundamental em uma ampla gama de aplicações industriais,...
Caldeira para laticínio

Caldeira para laticínio: entenda a importância para o segmento

A indústria de laticínios produz alimentos à base de leite, como queijos, iogurte e requeijão. Para a realização dos processos, utilizam a caldeira para laticínio. Esse equipamento é fundamental para a produção de calor, muito utilizado para a criação de múltiplos...
Caldeira industrial

Caldeira Industrial: saiba como escolher o modelo ideal

Essencial em diferentes tipos de processos industriais, a caldeira industrial tem a função de produzir e acumular vapor sob elevadas pressões, utilizando a queima de combustíveis, como óleos e a biomassa. Por sua ampla utilidade, há diferentes tipos de caldeiras que...
Caldeira na indústria madeireira

Conheça as aplicações da caldeira na indústria madeireira

A indústria madeireira é um dos principais segmentos econômicos de todo o mundo. No Brasil, este é um setor que emprega cerca de 175 mil pessoas e depende do uso de diferentes equipamentos, como a caldeira industrial. Nesse tipo de indústria, a caldeira possui grande...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *