Manutenção industrial: Quando e como organizar a parada da produção?

13 dez, 2022 | Caldeiras, Informações | 0 Comentários

Para que produzam volume suficiente e gerem renda para processos industriais, as máquinas precisam funcionar constantemente. Mas haverá um determinado momento em que a máquina terá que parar para realização da manutenção industrial.

Quando realizada de maneira preventiva, a manutenção industrial tem o objetivo de assegurar a vida útil dos equipamentos, aumentar a produtividade, reduzir custos e minimizar os riscos de acidentes.

Mas, é dever dos gestores se planejar para que a manutenção ocorra de modo a eliminar o risco de interrupções capazes de afetar o dia a dia da empresa, tanto com perdas financeiras como operacionais. 

Uma das estratégias para aplicar a manutenção preventiva é adotar a programação de paradas, que você melhor entenderá no material de hoje.

 

Paradas programadas para manutenção industrial: Por que priorizar?

Em um primeiro momento, quando falamos em paradas das máquinas, logo imaginamos que nossos equipamentos apresentam algum problema emergencial e vão parar por determinado período de tempo para conserto. 

No entanto, quando a parada da máquina é realizada de forma planejada, é sinal que a gestão de manutenção preventiva tem tudo sob controle. A isso, damos o nome de paradas de manutenção (ou turnaround, em inglês).

Cabe à programação de paradas atuar com o intuito de restaurar e/ou melhorar as condições dos equipamentos e estruturas, impedindo que quebrem ou sofram danos que comprometam seu funcionamento.

Por isso, as paradas de manutenção devem fazer parte do plano de manutenção Industrial, com estes eventos sendo dedicados a executar atividades de reparo e inspeção, com a finalidade de restabelecer ou melhorar as condições de funcionamento de equipamentos e das próprias instalações.

 

Pontos que devem ser considerados para as paradas programadas

Para que a produtividade da indústria não seja comprometida, a gestão das paradas programadas deve considerar diversos fatores que vão definir um melhor período para que a máquina seja desligada para sofrer uma intervenção preventiva de manutenção. 

Neste caso, os seguintes fatores são considerados:

  • Histórico de manutenção do equipamento;
  • Vida útil do equipamento;
  • Desgastes naturais sofrido pelos equipamentos;
  • Quantidade de inspeções periódicas realizadas;
  • Identificação de potenciais defeitos de cada máquina que podem ser motivo de graves problemas; entre outros.

Exatamente por isso, antes de agir, é dever do gestor da indústria criar um plano de ação para cada máquina, com o planejamento antecipado adquirindo grande importância que não pode ser negligenciado.

 

Dicas para organizar a parada programada para manutenção industrial

Como você viu até aqui, a interrupção da produção de forma programada deve ser colocada em prática com muita organização. Para ajudar na realização deste processo confira alguns passos para que a manutenção industrial preventiva seja mais efetiva. Veja:

 

1. Invista em um correto planejamento

As paradas podem ter consequências sobre diversos setores, processos, profissionais e atividades. Logo, há a necessidade de adotar um planejamento da manutenção industrial preventiva bem acertado para garantir a alocação de recursos corretamente e no menor tempo possível. 

Para isso, no planejamento é preciso levantar informações operacionais para verificar os custos da manutenção e da parada, assim como a logística do processo.

 

2. Envolva toda a equipe

Para assegurar o sucesso da estratégia, a mobilização, integração e treinamento adequado de todos os profissionais envolvidos é essencial. Com ela, cada um sabe qual seu papel nos serviços, quais ações devem ser tomadas e quais os recursos são necessários.

Com a colaboração de todos, a equipe naturalmente estará melhor preparada para lidar com imprevistos que podem surgir.

 

3. Mobilização de insumos

Na indústria, a gestão de manutenção programada deve garantir a disponibilidade dos insumos, materiais e equipamentos necessários para a execução do serviço durante a parada. 

Com tudo devidamente mobilizado, é mais fácil, rápido e seguro realizar as atividades.

 

4. Monitore os resultados constantemente

Os gestores de manutenção também devem acompanhar os procedimentos de paradas e analisar os resultados de cada interrupção. 

Com isso, conseguem verificar falhas ou problemas na realização dos serviços, permitindo que atuem de maneira mais efetiva na próxima interrupção programada.

 

5. Pondere a necessidade de contratação de parceiros

Muitos serviços de manutenção industrial exigem conhecimento técnico e especialização. Por isso, a eficiência e qualidade nas rotinas e atividades de manutenção durante a parada depende da atuação de empresas terceirizadas capacitadas para essa ação.

Diante destas dicas, você deve entender que as paradas programadas são positivas para uma gestão mais efetiva da manutenção industrial programada.

 

As caldeiras são equipamentos onde a manutenção programada é uma necessidade. Acesse o blog da Burntech e entenda muito mais sobre caldeiras.

[Material] Quanto vale 1% da eficiência da sua caldeira? | Baixe o material | Burntech

5/5 - (4 votes)

Compartilhe esse post!

Gostou do conteúdo? Confira outros assuntos que podem ser interessantes para você!

Processos industriais: entenda a importância

Processos industriais: entenda a importância

Representados pelas etapas de fabricação, os processos industriais possuem grande importância para as fábricas, exigindo otimizações recorrentes.

Principais tipos de caldeiras industriais

Principais tipos de caldeiras industriais: saiba quais são

Conheça as características dos principais tipos de caldeiras industriais, com seu padrão construtivo, capacidade e recomendações de uso.

Caldeiraria Pesada

Caldeiraria pesada: saiba o que é e para que serve

Você sabia que a Burntech é uma empresa de engenharia, que possui parque fabril capaz de projetar e construir soluções para diferentes segmentos, inclusive ligados à caldeiraria pesada? Esse segmento usa uma grande variedade de técnicas para produzir peças e...
Caldeira aquatubular na geração energética

Caldeira aquatubular na geração energética: entenda a importância

De grande importância na transição da matriz energética brasileira, as termelétricas são caracterizadas por gerar grandes demandas de vapor. Assim, são a segunda maior geradora de energia do país. Para isso, muitos projetos optam pela caldeira aquatubular. As...
ASME

Normas ASME em caldeiras: garantindo segurança e eficiência

Para total qualidade e eficiência, caldeiras e vasos de pressão devem possuir uma estrutura de engenharia muito bem elaborada, evitando que, em operação, elas enfrentem falhas simples e até acidentes de maior gravidade. A norma que proporciona isso é a ASME....
Limpeza de caldeiras

Manutenção periódica e limpeza de caldeiras: saiba quando e como fazer

De acordo com dados extraídos do banco de dados da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) e citados neste relatório, entre 2016 e 2020, foram registrados 9.347 acidentes de trabalho relacionados a caldeiras e vasos de pressão no Brasil, resultando em 49 óbitos. Por...
Caldeira na indústria farmacêutica

Caldeira na indústria farmacêutica: conheça a importância

A caldeira é um essencial para a geração de vapor em muitas indústrias, desde a alimentícia até a de petróleo. Mas você sabia que a indústria farmacêutica também depende dela? Nesse segmento, o vapor faz parte de atividades desde o aquecimento até a esterilização de...
Eficiência energética da caldeira a biomassa

6 dicas para aumentar a eficiência energética da caldeira a biomassa

O uso da caldeira a biomassa é, na atualidade, uma opção ideal para muitas indústrias, principalmente pelo custo-benefício e pela sustentabilidade oferecida.  No entanto, é preciso garantir que essas caldeiras tenham a maior eficiência energética possível, a fim de...
Melhor caldeira industrial

Saiba qual é a melhor caldeira industrial para o seu negócio

A eficiência energética é extremamente importante para o sucesso das indústrias. Independente do ramo de atuação, a energia faz parte do processo produtivo. Para gerá-la, é comum utilizar uma caldeira industrial. A caldeira industrial é um equipamento necessário em...
Sistema de vapor

Geração de vapor: como funciona um sistema de vapor industrial?

O “coração” do sistema de vapor industrial é o gerador de vapor. Ele usa uma fonte de calor para ferver a água e convertê-la em vapor. Consequentemente, a energia contida no vapor atua em uma ampla gama de aplicações industriais. Por meio de um sistema de vapor, irá...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *