Saiba tudo sobre a NR-13

13 jun, 2022 | Caldeiras, normas, NR, Segurança | 0 Comentários

Você tem caldeiras e vasos de pressão em sua empresa? Então você deve ter uma grande preocupação com o processo de instalação, inspeção, manutenção ou operação destes equipamentos e cabe à NR-13 regulamentar tudo isso.

A Norma Regulamentadora número 13, ou simplesmente NR-13 estabelece requisitos mínimos para gestão da integridade estrutural de caldeiras a vapor, vasos de pressão e todas suas tubulações, visando à segurança e à saúde dos trabalhadores.

Acompanhe nosso conteúdo de hoje e confira os principais tópicos presentes na NR-13 que você deve conhecer.

O que é a NR-13?

 Instituída pelo Ministério do Trabalho pela Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho, a NR-13 é responsável por determinar os regulamentos para empresas que trabalham com caldeiras e vasos de pressão.

Ao longo dos seus mais de 40 anos de história, essa norma passou por oito processos de revisão e teve seu título alterado algumas vezes, mas, de forma geral, esta NR estabelece regras em relação a equipamentos, principalmente no âmbito da segurança e proteção.

Com o objetivo de garantir a saúde e segurança dos trabalhadores envolvidos, a NR-13 é uma norma de aplicação obrigatória dentro das organizações que tenham esses equipamentos instalados. 

Assim, essa NR é importante para assegurar:

  • Responsabilidades e condições para a instalação;
  • Segurança de operação;
  • Segurança de manutenção;
  • Inspeção de segurança nas caldeiras e vasos de pressão.

Seguindo essa linha, a NR-13 é um requisito básico, mas obrigatório, para garantir a integridade destes equipamentos que operam sempre sob pressão e temperatura superior à normal.

 

Aplicações da NR-13

A NR-13 visa estabelecer todos os requisitos necessários, tanto na ordem técnica como legal, relativos à instalação, manutenção, operação e inspeção de caldeiras e vasos de pressão. 

Essa NR se aplica às caldeiras, vasos de pressão além de tubulações ligadas a caldeiras ou vasos de pressão que contenham fluidos de classe A ou B.

Segundo essa NR, as caldeiras são classificadas em três categorias:

 – Caldeiras da categoria A: Apresentam pressão de operação igual ou superior a 1960 kPa (19,98 kgf/cm2);

 – Caldeiras da categoria C: Têm pressão de operação igual ou inferior a 588 kPa (5,99 kgf/cm2);

 – Caldeiras da categoria B: Todas as caldeiras que não se enquadram nas categorias anteriormente apresentadas.

Já os vasos de pressão, para efeito desta NR, são classificados em categorias de acordo com a classe de fluido e o potencial de risco. Os fluidos contidos nos vasos de pressão são classificados em:

Classe A:

  • Fluidos inflamáveis;
  • Fluidos combustíveis com temperatura superior ou igual a 200 ºC;
  • Fluidos tóxicos com limite de tolerância igual ou inferior a 20 partes por milhão (ppm);
  • Hidrogênio;
  • Acetileno.

Classe B:

  • Fluidos combustíveis com temperatura inferior a 200 ºC;
  • Fluidos tóxicos com limite de tolerância superior a 20 partes por milhão (ppm).

Classe C:

  • Vapor de água, gases asfixiantes simples ou ar comprimido.

Classe D:

  • Outro fluido que não está enquadrado acima. 

Além destas aplicações, a NR-13 destaca a necessidade de análise técnica e de criação de medidas de contingência que contribuam com a mitigação de riscos.

 

Identificação e instalação: dois pontos importantes da NR-13

A NR-13 aborda todos pontos relacionados à garantia de segurança de caldeiras e vasos de pressão, dentre os quais a identificação e a instalação merecem destaque.

As placas de identificação são, segundo a NR-13, obrigatórias. Elas são utilizadas para indicar locais, alertas, informações de patrimônio, equipamentos, entre outros. 

Caberá à placa de identificação informar dados essenciais do equipamento, auxiliando na operação, instalação, inspeção e manutenção.

O item 13.4.1.4 da NR-13 informa que toda caldeira deve ter placa de identificação indelével, fixada em seu corpo em local de fácil acesso e visível. 

Quanto à instalação do equipamento, a NR-13 estipula que as caldeiras “devem ser instaladas em casa de caldeiras ou em local específico para tal fim, denominado área de caldeiras”. 

Assim, para instalar a caldeira de forma correta e segura a NR-13 indica diversas regras para caldeiras em ambientes abertos ou fechados.

 

Operação e treinamento merecem grande destaque na norma

Caldeiras e vasos de pressão são equipamentos que funcionam sempre sob alta pressão e temperatura, consequentemente, qualquer falha pode gerar acidentes e estes podem ter potencial para causar uma grande catástrofe. 

Como forma de evitar isso, a NR-13 indica a necessidade de seguir uma série de medidas que garantam a segurança operacional da caldeira. Tais medidas estão dispostas no item 13.4.3, da NR-13.

Inicialmente é necessário que as caldeiras possuam manual de operação atualizado, em língua portuguesa e que esteja em local de fácil acesso aos operadores.

Mas, além do manual de operação atualizado, a NR-13 ainda exige que:

  • Os instrumentos devem estar sempre calibrados e em boas condições operacionais;
  • A qualidade da água deve ser continuamente controlada, exigindo tratamentos, quando necessário;
  • Toda caldeira deve estar, obrigatoriamente, sob operação e controle de um operador de caldeira;

Por fim, o operador deve receber o devido treinamento. Este treinamento, por sua vez, deve, obrigatoriamente:

  • Ser supervisionado tecnicamente por PH;
  • Ser ministrado por profissionais capacitados para esse fim;
  • Obedecer, no mínimo, ao currículo proposto no item A2, da NR 13;
  • Possuir acompanhamento durante a prática profissional, conforme item A1.5, da NR 13;
  • Ser exclusivamente na modalidade presencial;
  • Ter carga horária mínima de 40 horas.

A NR-13 também prevê a reciclagem permanente por meio de informações das condições físicas e operacionais dos equipamentos, atualização técnica e informações de segurança.

Diante destes pontos, fica claro que a NR-13 tem grande relevância na indústria ao estabelecer quais são os requisitos mínimos para gestão da integridade estrutural tanto de caldeiras a vapor, quanto de vasos de pressão e suas tubulações.

Com isso, as empresas que acompanham as especificações desta norma levarão maior proteção à integridade física dos seus trabalhadores.

[Contato] Quer ter a melhor caldeira do Brasil? Clique aqui e entre em contato! | Entre em contato| Burntech

Para saber mais sobre caldeiras industriais, continue acompanhando o blog da Burntech. 

Avalie este conteúdo

Compartilhe esse post!

Gostou do conteúdo? Confira outros assuntos que podem ser interessantes para você!

Tratamento de água em caldeiras

Tratamento de água em caldeiras: Entenda porque é importante

Uma operação bastante comum na indústria é a geração de vapor. Para que esse vapor tenha qualidade e quantidade suficientes, fatores como o correto dimensionamento das caldeiras, tipo de combustível e, principalmente, um bom tratamento de água utilizada são...
tratamento de agua

Conheça os principais tipos de biomassa utilizados em caldeiras

Atualmente, a geração de energia em caldeiras industriais precisa, cada vez mais, se basear no desenvolvimento sustentável e na alta produtividade. Para isso, conhecer os diferentes tipos de biomassa é fundamental. Compostas de materiais orgânicos, as mais variadas...
Combustao em caldeiras industriais

Combustão em caldeiras industriais: Entenda a importância da correta regulagem

Manter os sistemas de combustão em caldeiras industriais sempre próximo da máxima eficiência energética é uma exigência comum a muitas indústrias. Para isso, manter a correta regulagem deste gerador de vapor é medida fundamental. Além de garantir uma boa combustão, a...
caldeiras-industriais-temperatura-dos-gases

Caldeiras industriais: Por que a temperatura dos gases é tão importante?

Requisito fundamental na oferta de energia para a grande maioria de fábricas, as caldeiras industriais dependem do acompanhamento de muitas variáveis para operarem o mais próximo possível da eficiência energética. Dentre essas variáveis, o acompanhamento da...
Biomassa- na imagem possui biomassa

Energia de biomassa: 5 curiosidades sobre este combustível

Energia de biomassa: O quanto você sabe sobre este combustível que vem ganhando grande importância em um cenário mundial que preza cada vez mais pela sustentabilidade? Do ponto de vista energético, a biomassa possui diversas qualidades, funcionalidades e...
Caldeira aquatubular saiba por que e tao importante na geracao de energia

Caldeira aquatubular: Veja sua importância na geração energética

Em muitos processos dentro de uma indústria, o uso de vapor gerado por caldeiras para movimentar máquinas e equipamentos é constante. Mas em outros processos, a exigência é muito maior e dispor de uma caldeira aquatubular passa a ser uma necessidade. A caldeira...
Saiba-tudo-sobre-a-NR-13

Saiba tudo sobre a NR-13

Você tem caldeiras e vasos de pressão em sua empresa? Então você deve ter uma grande preocupação com o processo de instalação, inspeção, manutenção ou operação destes equipamentos e cabe à NR-13 regulamentar tudo isso. A Norma Regulamentadora número 13, ou...
Ceu azul e uma caldeira Burntech de grande porte

Por que escolher a caldeira Burntech

Desde a revolução industrial, o vapor passou a representar um insumo primordial para a operação de muitos processos produtivos e, para atender esse mercado, a Burntech fabrica o que há de mais moderno em caldeiras. Com 33 anos de experiência no mercado caldeireiro, a...
Fatores que interferem na Eficiência energética em caldeiras

Eficiência energética em caldeiras: 5 fatores que interferem

Caldeiras são equipamentos amplamente utilizados para a geração de energia, consequentemente usam muito combustível (gerando custos elevados). Por isso, priorizar a eficiência energética em caldeiras é essencial na indústria. Quando analisamos a eficiência energética...
caldeira - indústria têxtil

Caldeira: Entenda como ela pode auxiliar a Indústria têxtil

A relevância da indústria têxtil no Brasil fica clara quando olhamos os números. O setor fatura mais de R$160 milhões, gera 1,36 milhão de empregados diretos e 8 milhões de empregos indiretos.  Mas você sabia que para a fabricação de diferentes tipos de tecidos, a...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *